Cyber Goth

A cultura cyber é muito rica e reflete também na moda alternativa. Existem duas vertentes mais conhecidas atualmente, a Cyber Goth e a Cyber Kei, ambas originadas do CyberPunk.

O futuro, segundo o game Cyberpunk 2077
O futuro, segundo o game Cyberpunk 2077

Mas o que é CyberPunk?

CyberPunk é um gênero literário de ficção científica nascida nos anos 80 que remete ao termo em inglês “High tech, Low life”, ou seja, alta tecnologia com baixo custo de vida, propondo um mundo distópico, ainda tecnológico mas decadente. Alguns elementos  desse tipo de literatura (que também é vista em cinema, quadrinhos, jogos, etc) incluem alta tecnologia, robótica, cyborgs – humanos com implantes, subcultura e submundo. A moda cyberpunk é futurista, com muitos materiais sintéticos entre plástico, couro e vinil, cores do metálico ao preto.

As referências mais conhecidas para o gênero são o livro Neuromancer de William Gibson, os filmes Matrix, Blade Runner e os animes Akira e Ghost In the Shell.

Cyber Goth ou Cyber kei?

Ao entender a origem do termo Cyber dentro do contexto de subcultura com o CyberPunk fica um pouco mais fácil entender o termo CyberGoth. O estilo gótico ocidental possui muita influência de temas como vampirismo e o contexto medieval que o envolve, sempre com alusão ao passado, então o que seria imaginar um “gótico futurista”?
O CyberGoth pega influências do cenário noturno colorido eletrônico e do cyberpunk para compor então um novo estilo que traz um pouco de rebeldia social ao meio eletrônico.

O visual possui elementos neon coloridos com um conceito  pós-apocalíptico. Androginia também é aceita pelo estilo. Muita borracha e PVC compõem um visual mais artificial possível. Maquiagem pesada, placas de circuitos LED, óculos tipo aviador. Cabelos coloridos, dread falls sintéticos, cyberlox (usados unicamente ou com os dread falls, simulação de cabelo feito com material plástico e/ou fiações elétricas), FoamFalls (simulação de cabelo feitos em emborrachado EVA). Sapatos e botas plataforma, coletes em látex, máscaras de gás, polainas felpudas, lentes coloridas. Acrescente aqui a criatividade particular e de customização de cada adepto.

Símbolos como da radiatividade e biohazards são utilizados, não como alusão mas sim crítica à poluição ambiental, assim como bichos de pelúcia bizarros ou mutilados como crítica à pedofilia.

E o Cyber Kei?

DJ Sisen, um dos principais ícones do Cyber japonês
DJ Sisen, um dos principais ícones do Cyber japonês

Como em japonês Kei significa “estilo”, logo Cyber Kei seria um Cyber Goth pela visão japonesa. Existe ainda inclusive a dúvida se eles se auto-denominam assim ou se foi um nome originado pela internet apenas para classificação ocidental (o que é bem provável).
O Cyber kei possui todas as características de “futuro distópico eletrônico” do CyberGoth, em aparência e gostos musicais. A maioria do pessoal utiliza o estilo para festas temáticas feitas especialmente para esse público, como a Tokyo Decadence, Tokyo Dark Castle e Alamode Night.

Dj Sisen, Bazookistan e Takuya Angel são nomes expressivos do meio. O conceito da marca Takuya Angel inclui a mistura de elementos de moda tradicional japonesa e influências como o estilo Decora ao Cyber Goth.

Além disso, como a moda alternativa japonesa se mistura a tudo e todos, logo vemos diversos outros estilos adaptados ao cyber, tanto no Japão quanto no Ocidente. Veja alguns exemplos:

Cyber + Shironuri

Cyber + Decora

Cyber + Lolita


Em breve mais posts sobre os diversos estilos de moda alternativa!
Veja os demais posts sobre Cyber Kei aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *